O Recolhimento do Bom Jesus no Funchal – Documentos e Notas para a sua História (Séculos XVII e XVIII)

  • Filipe dos Santos

Resumo

Este trabalho compreende duas partes. A primeira, que tem por objectivo principal fornecer alguns subsídios para o conhecimento dos primórdios da história do Recolhimento do Bom Jesus, aborda: aspectos gerais e contextuais sobre assistência na Época Moderna, em particular os recolhimentos femininos, e a fundação de instituições religiosas e assistenciais na Madeira do século XVII; a figura axial do fundador do Recolhimento do Bom Jesus, o arcediago Simão Gonçalves Cidrão; a fundação da instituição e a aspiração, que não alcançou concretização, de que se tornasse convento. O Recolhimento do Bom Jesus foi fundado na década de 60 do século XVII, tendo as primeiras mulheres entrado por volta de 1658. De um modo global, o perfil das recolhidas é consentâneo com uma situação económica e social precária: órfãs e sofrendo de um estado de pobreza (efectiva ou iminente).
A segunda parte visa publicar a transcrição – precedida de notas e normas de transcrição – de fontes documentais relevantes, das centúrias seiscentista e setecentista, para a história do Recolhimento do Bom Jesus: os primeiros estatutos, de 12-01-1669; os estatutos posteriores, de 10-01-1702; e provimentos de visitações, que cobrem os anos de 1708-1775.


Palavras-chave

História da Assistência Social; História da Igreja; Recolhimentos Femininos; Recolhimento do Bom Jesus; Funchal; Arcediago Simão Gonçalves Cidrão; Doação; Fundação; Casa Professa ou Convento; Recolhidas; Orfandade; Pobreza; Estatutos; Provimentos de Visitações.

Publicado
2020-10-06
Edição
Secção
Artigos / Ensaios