O Apóstolo Bravo? As Relações de Poder entre D. Jerónimo Fernando e a Câmara Municipal do Funchal (1619-1643)

  • Bruno Abreu Costa

Resumo

O presente artigo procura reconstituir as relações de poder no arquipélago da Madeira, nos inícios do século XVII. Para o concretizar, optamos por analisar as ações de conflito e cooperação entre D. Jerónimo Fernando, bispo do Funchal entre 1619 e 1650, e a Câmara Municipal do Funchal. Após uma incursão preliminar na biografia do prelado e na sua reputação historiográfica – que lhe atribuiu o cognome de Apóstolo Bravo –, analisamos diversos momentos de concórdia e de discórdia entre a Mitra e o Senado, o que permitiu estabelecer três intervalos cronológicos nos quais reina a concertação ou a dissensão, ainda que seja necessário matizar estes momentos e, por sua vez, o papel de D. Jerónimo Fernando.


Palavras-chave

Relações de Poder; D. Jerónimo Fernando; Bispo do Funchal; Câmara Municipal do Funchal.

Publicado
2020-10-06
Edição
Secção
Artigos / Ensaios